Texto por Rômulo Konzen.

 

Terça-feira, 10/12, em Porto Alegre, o casa de shows Pepsi on Stage recebia o Dream Theater (curiosamente um mês após Mike Portnoy, antigo baterista da banda, se apresentar por aqui também) com sua turnê em comemoração aos 20 anos do disco Metropolis Part II: Scenes From a Memory, onde o grupo toca o disco na integra.

 

Pontualmente as 21h30 a banda sobe no palco e é recebida calorosamente por um público que preenchia bem o Pepsi, apesar de não estar atrolhado de gente. A pista premium era claramente o setor mais lotado, de resto estava bem tranquilo de circular e utilizar caixas, bares e banheiros. 

 

O som que o Dream Theater faz é muito mais para apreciação do que entretenimento e diversão, então isso acaba refletindo um pouco na plateia, que fica calma e tranquila a maior parte do tempo, porém rolaram momentos de empolgação e emoção, principalmente nas músicas mais clássicas e/ou pesadas. Falando em músicas clássicas, o setlist foi sem dúvida o ponto baixo do show, e acho que digo em nome da maioria dos fãs inclusive. Por estarem tocando um dos principais álbuns na integra, que é recheado de belas canções e hinos do grupo, a primeira parte do set e o bis foram preenchidos com músicas do último trabalho, deixando de lado qualquer clássico que não fosse do Metropolis Part II, o que tornou a apresentação bem cansativa pela primeira hora. O som também não estava dos melhores, guitarra e vocal muito altos, enquanto o baixo ficou inaudível e o teclado bem pouco perceptível. 

 

Porém, mesmo com estes pequenos defeitos, é inegável a emoção de ter o privilégio de ouvir por completo, ao vivo, o Scenes From a Memory. Por se tratar de um trabalho conceitual, que conta uma história com início, meio e fim, ouvi-lo na ordem e com o auxílio do telão foi uma experiência única. O vocalista James LaBrie era claramente quem mais esboçava estar se divertindo e fez algumas interações com a plateria, ainda que poucas.

 

O show foi dividido em duas partes, a primeira com músicas mais novas em sua maioria, um breve intervalo de 10 a 15 minutos e então o Scenes de cabo a rabo. O que nos garantiu um show de aproximadamente 3 horas de duração.

 

SETLIST:

 

  • Untethered Angel
  • A Nightmare to Remember
  • Fall Into the Light
  • Barstool Warrior
  • In the Presence of Enemies, Part I
  • Pale Blue Dot

 


Parte 2 (Scenes From a Memory):

  • Regression
  • Overture 1928
  • Strange Déjà Vu
  • Through My Words
  • Fatal Tragedy
  • Beyond This Life
  • Through Her Eyes
  • Home
  • The Dance of Eternity
  • One Last Time
  • The Spirit Carries On
  • Finally Free

 


BIS:

  • At Wit's End