Midnight Oil em Porto Alegre

Data: 27/04/2017

Texto por Rômulo Konzen

No último dia 25 tive a oportunidade de assistir ao Midnight Oil no Pepsi on Stage em Porto Alegre. Sou fã da banda há alguns anos e jamais imaginei que fosse vê-los algum dia. Foi uma grata surpresa não só pelo teor inusitado como pela qualidade do espetáculo. Tive uma noite regada a bons momentos.

Os australianos tocaram por 2h horas e nos presentearam com diversos hits, a maioria deles do disco Diesel and Dust de 1987, álbum mais famoso do grupo. Porém, o que mais me surpreendeu foram os diversos momentos distintos do show. A banda não se prendeu ao formato clássico e apresentou também duas músicas acústicas, onde inclusive o baterista foi para a frente do palco fazer a percussão, tocando em pé uma espécie de "mini bateria", que contava apenas com surdo, caixa, prato e meia-lua. Batera que foi um dos destaques da noite não só por tocar muito bem e fazer backin vocals, como por ter uma presença de palco contagiante.

Outro fator decisívo na qualidade do espetáculo ficou a cargo do vocalista Peter Garret, que nos brindou com todo seu carisma e dancinhas caracteristicas, inclusive arriscando um português ao introduzir músicas de teor mais político e social. Também destaco um momento divertido e surpreendente onde Garret perdeu sua harmônica (gaita de boca) durante uma canção. O vocalista tateu seus bolsos e não encontrando seu instrumento vocalizou as notas que deveriam ser desempenhadas pela gaita, arrancando sorrisos da platéia e de seus colegas de banda.

Algo que me chamou muito atenção foi o público. Nunca havia visto um show em que a média de idade do pessoal fosse tão perceptível. Cerca de 90% dos presentes tinham entre 35 a 45 anos, o que tornou a noite um baile de nostalgia para muitos.

Encerro minhas impressões informando aos porto alegrenses que a qualidade sonora do Pepsi on Stage está muito melhor. Dois dias antes do Midnight Oil assisti ao Korn e ambos os shows estavam com o som ótimo. Finalmente algo foi feito a respeito.

Se você não está familiarizado com o som do Midnight Oil, recomendo que busque suas canções, em especial o disco já citado, e não perca a oportunidade de ir em um show. É um banho de diversão para a alma.

SETLIST:
1 – King of the Mountain
2 – Stars of Warburton
3 – Tone Poem
4 – Truganini
5 – In the Valley
6 – Put Down That Weapon
7 – Renaissance Man
8 – Earth and Sun and Moon
9 – When the Generals Talk (acústica)
10 – Luritja Way (acústica)
11 – Power and the Passion
12 – Bullroarer
13 – Arctic World
14 – Warakurna
15 – The Dead Heart
16 – Say Your Prayers
17 – Beds Are Burning
18 – Forgotten Years
19 – Blue Sky Mine
20 – Sometimes

BIS:
21 – Redneck Wonderland
22 – Dreamworld

 

Comente:

SIGA




PARCEIROS