A Face Desconhecida de Lemmy Kilmister

Data: 02/10/2013

Por Rômulo Metal.

1375618682

E aí headbangers, hippies, grunges, punks, góticos e pessoas de merda que leem essa bagaça! Hoje estou aqui para mostrar a vocês uma FACETA pouco conhecida do mestre, ou Deus como muitos o chamam, Lemmy Kilmister.

Lemmy é voz, baixo e alma do Motörhead, como espero que todos vocês saibam. Quem conhece o trabalho do Motörhead sabe que suas músicas são deveras pesadas e o vocal rouco e gritado, regado a whisky e cigarros, do Sr. Kilmister é uma das marcas registradas da banda. Porém mesmo com essa voz agressiva e perfeita para cantar músicas pesadas e agitadas, sempre achei a voz dele interessante e que seria no mínimo divertido ouvi-lo cantando outros estilos ou pelo menos músicas mais calmas.

Com o passar do tempo, fui conhecendo mais do trabalho do Motörhead, e descobri que existem músicas calmas, que até podem ser chamadas de BALADAS, em comparação com as canções rotineiras da banda. A finalidade deste post é apresentar a vocês, este lado DOCE de Lemmy, pois até mesmo os fãs de Motörhead muitas vezes nunca ouviram estas maravilhas.

A primeira ouvida pode soar estranho, mas eu particularmente acho que fica MUITO bacana, e combina DEMAIS! Outra canção do Motörhead com esse pegada é a belíssima e triste “Don’t Let Daddy Kiss Me”.

 

Sempre fui fã dessa pegada diferente do Motörhead, e lamentava que a banda nunca tenha dado muita atenção para esse formato.

Até que recentemente descobri um projeto de 2000, chamado The Head Cat, onde Lemmy, o batera Slim Jim Phantom da famosa banda de Rockabilly The Stray Cats e o guitarrista Danny B. Harvey, tocam Rockabilly com uma pegada dançante clássica do estilo e do próprio Stray Cats, somado com a atitude e peso da voz inconfundível do Sr. Kilmister. O resultado, na modesta opinião deste que vos escreve, é no minimo fantástico.

 

The Head Cat tem infelizmente, só dois discos gravados, mas já é o suficiente para notar a qualidade do som e a identidade única dada ao projeto.

Lastimavelmente não encontrei no youtube quase nada deles, somente este canção postada aí em cima, e este vídeo de um show, onde a qualidade do mesmo não está grandes coisas, mas mesmo assim dá para curtir.

 

Recomendo AGRESSIVAMENTE que busquem pelo trabalho do The Head Cat, procurem os álbuns e deliciem-se com esta pérola! E não deixem de apreciar o bom e velho Motörhead também!

Até a próxima, amigos.

Comente:

SIGA




PARCEIROS