A Cara do Grunge

Data: 30/07/2013

Por Paolla Dias

Mais uma postagem da resistência feminina aqui nesse site comandado por homens que pretende mostrar que Rock não é só pro seu namorado!

Vamos ao tema de hoje!

1085315_485688544852936_740251498_n

Camisa xadrez, jeans surrado, all star, coturno, camiseta de banda, sobreposições… Já viram e até usaram essas combinações, não é mesmo? Há mais ou menos 20 anos atrás, isso ia além de uma simples escolha de “look”, o Grunge era um estilo de vida!

1081892_485688884852902_1698914772_n

O Grunge surgiu em Seattle, nos Estados Unidos, no final da década de 80, influenciado pelo punk rock, rock alternativo e heavy metal. Como todo grande movimento musical, também acabou influenciando as atitudes, a forma de ser e se vestir dos jovens. Mas somente na primeira década de 90 é que o Grunge realmente se tornou conhecido, principalmente pelo lançamento dos álbuns Nevermind, do Nirvana e Ten, do Pearl Jam.

                                  1080217_485688634852927_195028761_n

O movimento foi como um ataque à moda yuppie (o termo yuppie é usado para caracterizar jovens profissionais, de classe média/alta, que trabalham e seguem as tendências de moda, ou seja, os ‘engomadinhos’) e aos excessos do movimento glam metal e hard rock.

1078388_485688904852900_709438221_n

O estilo ‘anti-star’, simples e despojado dos artistas, sem a mínima pretensão deles, foi rapidamente incorporado pelos fãs. O visual consistia em roupas com aspecto de velhas (ou realmente velhas, de brechós) sobrepostas, calças rasgadas, camisas de flanela, camisetas de banda, moletons, macacões, sapatos gastos, botas, suéteres velhos, cabelos compridos (com aspecto de sujo), beirando (pra ser delicada) o desleixo.

grunge 4

Atualmente o estilo passou por uma repaginada e foram incorporados elementos de outros estilos. Atrevo-me a descrever o ‘neo grunge’ como grunge de boutique, não entendam como ofensa, tem a mesma essência visual, mas está mais arrumadinho. Novas peças chaves foram acrescentadas como os coturnos, os creepers, shorts (principalmente de cintura alta), acessórios como toucas, boinas e bonés, entre outros.

Vou parar de blablabla e mostrar algumas imagens para que me entendam…

1079230_485688908186233_770115984_n

Apesar de até hoje termos reflexos na música e na moda, a força do grunge foi indo embora junto com os anos 90, porém algumas das bandas que faziam parte da linha de frente do movimento a vinte anos atrás, como Alice in Chains e Pearl Jam, ainda continuam na ativa.

Se gostam ou gostaram de saber um pouquinho mais sobre este estilo musical, há o documentário Hype! de 1996 que fala sobre o fenômeno grunge. Nele participam artistas, fãs e outros personagens que fizeram parte da história desse movimento.

Link youtube: http://www.youtube.com/watch?v=sisyoKHxLFY

Dúvidas, sugestões, críticas, pedidos de conteúdos a serem escritos serão aceitos! Mas sem mimimis nos comentários se não rola soco na cara, já aviso!

Até a próxima !

Comente:

SIGA




PARCEIROS