Horror punk

Data: 10/07/2013

Por Cassiano Becker.

Tomando notoriedade nos Estados Unidos e Inglaterra no ano de 1977, já em seus primeiros dias, o punk rock via-se dividido em sub-gêneros. É nesse mesmo ano que a formação do Misfits, em New Jersey – EUA, marca o nascimento não apenas de uma das bandas símbolo do punk, mas de uma temática que tomaria seu próprio espaço no acervo do rock n’ roll.

Misfits: primeira banda a trazer a temática do terror para o punk rock

 

Compartilhando da filosofia contra os excessos da música da época, longas e trabalhadíssimas, o horror punk é rápido e violento. A temática abandona os conteúdos políticos e sociais, dando maior ênfase a uma atmosfera inspirada nos filmes B de terror e ficção científica. Vampiros, zumbis e alienígenas se misturam em letras em que sangue, amor e assassinato figuram de forma caricata.

Após mais de uma década, Misfits ressurge para renovar o estilo.

 

Originalmente, a sonoridade tinha fortes influências do rockabilly e do doo-woop da década de cinquenta, influências dos característicos backing vocal do sub-gênero. O retorno do Misfits, em 95, após 12 anos de inatividade, trouxe um novo ar, mesmo que putrefato, para o estilo. A temática se mantinha adicionando  velocidade e peso, mostrando elementos dos mais diversos gêneros, como metal e hardcore. Tais características podem ser notadas em um grande nicho de bandas inspiradas nesta fase moderna do horror punk.

The Other: um dos maiores nomes do horror punk europeu.

 

Zumbis do Espaço: o horror punk também tem seus expoentes no Brasil.

 

Olheiras e caras pálidas, topetes caídos e muito sangue falso, o horror punk é uma das facetas mais divertidas do punk rock. Seja pelo estilo caricato ou pelas músicas empolgantes, o gênero atrai uma grande parcelas dos fãs de rock n’ roll.

Preparem seus caixões e Let’s play Horror Punk!

Comente:

SIGA




PARCEIROS