Been Here Finally – Slash em Porto Alegre

Data: 22/11/2012

1

Post por Christian Heit (o popular Murilo Armageddon) – @AwareRocks

Pepsi On Stage – 09/11/2012

O atual show do guitarrista Slash gera um ambíguo sentimento em comum com o show do “Guns N’ Roses” atual: um sentimento doce e amargo, de satisfação e incompletude, tendo em vista as históricas rixas que envolvem Axl Rose e os antigos músicos do grupo. Ainda assim, é dever reconhecer que as apresentações dos dois lados constituem shows de grande qualidade e satisfazem boa parcela dos fãs, inclusive alguns mais ardorosos. Esta qualidade é garantida por um repertório que visita todas as épocas da carreira do guitarrista, desde os primórios do Guns N’ Roses até seus recentes e ótimos discos solo, passando pelas bandas Slash’s Snakepit e Velvet Revolver.

É bom destacar um diferencial do músico em relação a boa parte dos outros guitarristas com os quais ele costuma dividir listas de melhores/mais importantes da história: Slash é um guitarrista de banda, não um instrumentista interessado em desenvolver e marcar o uso do instrumento. Isto ele já conseguiu com a naturalidade e carisma que registrou em grandes clássicos do rock na época do Guns N’ Roses e, de forma menos expositiva, nos projetos seguintes (sem a parceria do brilhante compositor Axl Rose). Mesmo sem esbanjar técnica, encanta pelo talento de solista, dotado de um feeling (o mais subjetivo dos atributos) que poucos tem. Por isso mesmo, nas ocasiões em que ele capitaneou a empreitada (Snakepit e discos solo) temos músicas com vocal e letra, e não faixas instrumentais desfilando solos exibicionistas.

A banda que acompanha Slash nesta turnê está muito entrosada, e é inevitável dar mais atenção ao vocalista Myles Kennedy, tendo em vista as canções icônicas do Guns N’ Roses que ele precisa cantar. Atualmente ele está melhor que Axl Rose (prejudicado pela idade e excessos que detonaram sua potência vocal), mas não chega a encantar, pois lhe falta carisma e também por possuir um timbre de voz que se torna enjoativo com a repetição.

Apesar dos grandes momentos do espetáculo serem as músicas do Guns (como Nightrain, Sweet Child O’ Mine e Paradise City), o público que lotou o Pepsi On Stage responde muito bem a algumas da carreira solo do músico (Ghost, Starlight e Anastasia, grande destaque do disco lançado este ano, Apocalyptic Love).

Com poucas interações com o público da parte de Kennedy e Slash, temos um show objetivo e puro na sua essência de rock ‘n’ roll, condizente com a carreira do guitarrista, balanceando pauladas e ótimos solos. Enquanto a improvável reunião do clássico Guns N’ Roses não acontecer, ao menos teremos estas ótimas alternativas para aproveitar.

20121109_231243

Setlist:

*Halo
*Nightrain – (Guns N’ Roses)
*Ghost
*Standing In The Sun
*Back From Cali
*Been There Lately – (Slash’s Snakepit)
*Civil War – (Guns N’ Roses)
*Rocket Queen – (Guns N’ Roses)
*Crazy Life
*Not For Me
*Doctor Alibi
*You’re Crazy – (Guns N’ Roses)
*Hard & Fast
*Godfather Theme
*Anastasia
*You’re A Lie
*Sweet Child O’ Mine – (Guns N’ Roses)
*Slither – (Velvet Revolver)

Bis:

*Starlight
*Paradise City – (Guns N’ Roses)

Let’s play HARD ROCK!

Comente:

SIGA




PARCEIROS