skull

Olá amigos leitores! Estava com saudade de vocês. É, eu sei que andei ausente, mas estou voltando a escrever, e prometo fazer um post novo por semana.

Pra começar essa nova temporada de posts do Crazy Metal Mind, eu fiz uma entrevista que acabou se tornando uma conversa entre amigos, sobre o atual cenário musical do Rock.

Conversei com Eddie Brandoff (guitarrista e vocalista), esse musico excelente, trabalhador e dedicado, que vem chutando bundas com sua banda de Southern Metal (como ele mesmo chama), a Razonator! Começamos com uma entrevista, mas a afinidade transformou em uma conversa descontraída entre amigos, então ignorem os palavrões e o linguajar.

DSC_0967

Metal: Quando começou esse gosto pela musica, e resolveu formar uma banda, seguir essa carreira?

Eddie Brandoff: Eu comecei com musica bem novo, com 9 anos de idade, tocando bateria. Mas lembro que já gostava de rock desde os 5 anos de idade pois tinha uma tia minha que tinha uns discos de rock e eu sempre ouvia na casa dela. Acho que o que me fez querer mesmo tocar foi ouvir a faixa “NOW” do Scorpions. Eu também era muito fã do Michael Jackson, mas como não sabia dançar porra nenhuma, vi que era melhor ir aprender um instrumento (risadas).

Metal: Desde essa época tu já tinha em mente que queria viver de musica?

Eddie Brandoff: Então, desde muito novo eu sempre fiz duas coisas da vida, Musica e Artes Marciais, minha família achou que eu ia seguir nas artes marciais, sendo professor ou algo assim, mas a musica falou mais alto, eu vivo de musica desde os 13 anos de idade e acho que sempre foi bem claro na minha cabeça que eu queira mesmo era ser musico como profissão também.

Metal: Tu como um musico que vem batalhando e trabalhando MUITO, o que tu destacaria como a maior dificuldade de seguir na carreira musical?

Eddie Brandoff: Acho que é o fato de ser uma carreira um tanto quanto imprevisível, você tanto pode virar um rock star com 18 anos de idade como pode batalhar 15 anos até que algo aconteça. É preciso amar de verdade fazer musica e também ter muita paciência e foco porque se não você acaba desistindo. Infelizmente ao longo desses  17 anos na musica, vi muito musico ficando pelo caminho. Infelizmente na musica talento é a menor parte, a maior parte consiste de garra e determinação.

Metal: Te arrepende em algum momento, de ter escolhido essa carreira?

Eddie Brandoff: Não, até porque, como eu costumo dizer, não fui só eu que escolhi a musica, ela me escolheu também (risada), é a benção e a maldição (risada).

Metal: Quando te conheci, tu morava no Texas, o que te fez sair do Brasil e morar um bom tempo nos EUA?

Eddie Brandoff: Antes de ir pro Texas eu tinha uma banda de rock com um artista famoso na época, a Rollemax, foram praticamente 4 anos de banda e com ela fui gravar em L.A. Depois que a banda acabou eu resolvi ir pros EUA, acho que é um sonho de qualquer musico de rock, e eu como amante de blues, Stevie Ray Vaughan e ZZ TOP, não tive duvidas em escolher o Texas como a minha casa nos EUA. Foi totalmente por motivos profissionais, até porque ficar longe da família é foda, mas foi muito bom, estou colhendo e sei que ainda irei colher muitos frutos dessa experiência. E claro, pretendo voltar lá muitas vezes, só deixa eu ficar um pouco “em casa” (Risada).

268797_228260840530625_100000401317799_770500_6462693_n

Metal: Como um musico brasileiro, que morou e trabalhou no EUA, a cena musical underground de lá, é muito diferente daqui?

Eddie Brandoff: Totalmente cara! Não se compara em nada com o Brasil. O valor que o americano da pra a arte e os artistas é algo emocionante. Eu, mesmo não sendo ninguém, sempre fui tratado com muito valor nos EUA, as pessoas, os estabelecimentos
a estrutura que eles dão para as bandas. Não é atoa que foram eles os criadores de tantos gêneros musicais importantes. Em Austin, a ultima cidade onde morei lá, você encontra aproximadamente 180 bares de rock. Se você é musico atuante na cidade, tem direito e dentista e varias outras coisas de graça. É outro mundo. Eu fui a um festival que acontece em Austin, se chama “SXSW” South By South West, é um dos maiores festivais de musica do mundo, acontece nas ruas, como o carnaval aqui, 10 mil bandas em 8 dias. Tocando em TODA PARTE DA CIDADE, onde tinha uma tomada elétrica pra plugar, tinha uma banda tocando. MUITA gente de todo o mundo. Simplesmente inacreditável.

Metal: E tu acha que a culpa dessa diferença gritante de cultura é de quem? Se é que tem algum culpado.

Eddie Brandoff: Dos Portugueses, cara (risadas). O Brasil já começou errado, agora não tem como mudar. Assim, pra nós, do rock, né, aqui é o pais do Samba mesmo, mas batalhando você pode ter sua banda, e com a internet hoje você pode mostrar sua musica pra todo o mundo e ir tocar em outros países, países de tradição rock e metal.

Metal: Outro problema na minha opinião, não sei se tu vai concordar, mas isso acho que tá dentro do pacote de merda da herança cultural, é que o brasileiro valoriza muito bandas cover, e não da oportunidade pras bandas próprias.

Eddie Brandoff: Cara, banda cover nos EUA é motivo de CHACOTA. Lá não existe tanto isso, você vê banda própria pra todo lado. Pra que você vai num show de Guns Cover se o Guns n Roses de verdade vai tocar na sua cidade em algumas semanas? Mas o engraçado é q eles pagam bem bandas cover, acho que é porque pra se prestar a esse papel lá é difícil (risadas).

Metal: Um beijo para as produtoras brasileiras que não se mexem muito pra trazer as bandas grandes para cá!

Eddie Brandoff: Cara, o que você mais vê nego falando lá é “Faça show na américa do sul”, bandas famosas claro. O preço dos ingressos aqui é absurdo, nego enche o cu de dinheiro aqui. Toda banda que precisa de grana faz turnê onde? Aqui! Você acha que tem alguém aqui preocupado em melhorar algo culturalmente falando? Nego quer grana!

Metal: Também não podemos reclamar muito, pois raríssimas as pessoas que dão oportunidade para bandas próprias pequenas, você ai que tá lendo essa conversa, quando foi a ultima vez que parou pra ouvir uma banda nova? Quando é show de cover o pessoal vai correndo.

Eddie Brandoff: O que esperar de um povo que ainda joga lixo na rua? Cultura e educação são a base de um povo de visão.

304159_306459932714952_239998442694435_1238937_974091895_n

Metal: Bom, essa nossa conversa vai fazer qualquer banda de garagem largar os instrumentos, que conselho tu dá, pro cara que tá começando na musica, querendo entrar para a carreira musical?

Eddie Brandoff: Puts, tenha fé em Deus, Buda e tudo mais que você puder, e trabalha, vai atrás, porque se não, não sai da garagem nunca.

Metal: Isso é bom deixar claro, o pessoal acha que vai ter uma banda de rock e será só festa. Conta pro pessoal o quanto tu corre com a Razonator, Eddie:

Eddie Brandoff: Com certeza, claro o cara que tem “paitrocinio” pode viajar na maionese e ficar tocando em botecos de SP achando que ta em L.A., mas quem não tem essa mamata não pode perder tempo com coisas fúteis, tem que trabalhar e muito porque em banda, tocar é o que menos se faz, tem que divulgar, tem que negociar, tem que correr atrás. Outro conselho, se o cara tem grana pra investir, primeira coisa a se fazer, sai do Brasil! Quer fazer rock? tem grana pra bancar? Sai do Brasil!

Metal: Pra encerrar, da uma resumida do que É a tua banda, a Razonator, pro pessoal se interessar e dar uma ouvida.

Eddie Brandoff: A Razonator é como se o Lynyrd Skynyrd e o Motorhead tivessem um filho, ele seria a Razonator, é um Southern Rock com peso, Southern Metal como gostamos de nos classificar.

281524_240567555966620_100000401317799_809863_5158302_n

Amigos, esse é Eddie Brandoff, musico, carioca, de 31 anos. Um cara que conheci a um certo tempo, quando ele divulgava sua banda da época, cujo conquistou minha admiração desde o começo, devida sua tamanha dedicação e esforço a musica e ao Rock’n Roll! Recomendo muito que deem uma ouvida na Razonator, se gostarem divulguem, porque o som é ótimo. E peço para que apoiem mais as bandas próprias que estão na batalha, é difícil mudarmos a situação do Rock no Brasil, se não o apoiamos.

Clipe Razonator – Broken Bones

Contatos da Razonator:

www.razonator.com

www.facebook.com/razonator

www.reverbnation.com/razonator

www.twitter.com/razonator

Twitter do Eddie:

@eddiebrandoff

Let’s play SOUTHERN METAL!