wander-thompson-foto-de-luiza-sbrighi-divulgacao

Cá estou novamente esta semana, para fazer desta vez o primeiro post sobre um músico nacional, e a primeira entrevista do blog. É isso mesmo caros leitores, o cantor e compositor gaúcho Wander Wildner cedeu uma entrevista exclusiva para a equipe do Crazy Metal Mind…

Wander ficou conhecido por participar da banda Os Replicantes, que teve grande importância no punk rock nacional dos ano 80. Após sair da banda, dedicou-se a carreira solo, fazendo novas versões de musicas já conhecidas, e compondo suas próprias canções. Entre as mais famosas estão: “Bebendo Vinho”, “Eu Tenho Uma Camiseta Escrita Eu Te Amo”, “Empregada”, “Maverikão”, etc…

                                wander

O músico é praticamente uma lenda do cenário do Rock brasileiro,  com uma carreira solida, e constantemente fazendo shows por todo o Brasil.

A entrevista foi feita via internet, pelo escritor do blog, Rômulo (Metal) Konzen, vamos a ela: 

Metal: Para começar, aquelas perguntas que todo mundo faz: Quando decidiu ser musico? Quando viu que seu futuro estava na musica?

Wander: “Quando iniciei minha carreira solo em 1995.”

Metal: Quais foram, e/ou ainda são, suas influencias musicais?

Wander: “Musica brasileira que escutei na infância, jovem guarda, mas principalmente o folk e a musica latino americana que comecei a escutar nos anos 70. e na interpretação, os tempos de punkrock com os replicantes.”

Metal: Você começou com Os Replicantes, tocando o que se pode chamar de PUNK,
agora você toca o tal de "punkbrega", como foi nomeado o seu estilo. Quais os principais fatores que te fizeram mudar de estilo?

Wander: “O termo punkbrega eu inventei para definir o meu primeiro disco, baladas sangrentas, de 1995. Mas hoje não uso termo nenhum, pois minha musica não pode ser catalogada. Faço de tudo um pouco.”

Metal: Você faz shows em vários formatos, com banda completa, trio, dupla, solo, acústico, elétrico… Qual é o seu formato de show favorito? E porque?

Wander: "Para me adequar aos lugares. Prefiro acústico com Jimi Joe e algum gaiteiro.”

*Jimi Joe: Músico que já gravou com Wander, e vários outros artistas.

Metal: Prefere um show maior e mais agitado, ou em lugares pequenos, mas com mais contato com a platéia?

Wander: “Em lugares menores, mais intimistas.”

Metal: Onde você busca inspiração para compor?

Wander: “Nas ruas!”

Metal: Varias de suas musicas contam historias e acontecimentos, como "Hippie Punk Rajneesh", "Freira Desalmada", "Bebendo Vinho" entre varias outras. As letras são verídicas, realmente você passou por uma situação parecida, ou são fictícias?

Wander: “Nem sempre, pois a ficção é sempre melhor que a realidade.”

Metal: Um de seus maiores sucessos, "Bebendo Vinho", ganhou uma versão gremista que tornou-se um hino da torcida tricolor, foi você que compôs? Como rolou essa "parceria"?

Wander: “Foi um torcedor que fez!”

Metal: Você estuda/estudou musica, ou é simplesmente um dom?

Wander: “Estudei um mês na faculdade palestrina nos anos 70, depois preferi tocar pelas revistas com cifras.”

Metal: Está fazendo o que atualmente? Além de shows, algum projeto? CD por vir?

Wander: “Estou em Berlin, trabalhando num disco com características folk.”

Metal: Wander Wildner por ele mesmo:

Wander: “Wanderley Luiz Wildner.”

Metal: Você acha que o Rock’n Roll morreu, ainda continua forte, ou estará vivo somente enquanto Wander Wildner conseguir cantar e tocar? (hehehe).

Wander: “Nada nunca morre!”

Metal: O que você acha do cenário musical atual?

Wander: “Agora estou escutando a rádio skafreaks, é muito boa!”

Metal: Como a idéia principal do blog, é passar conhecimento sobre Rock’n Roll aos leigos, indica alguma banda, ou musico de seu agrado?

Wander: “Bob Dylan, Neil Young, Patti Smith, Kings Of Leon, Noel Gallagher são meus preferidos.”

Metal: Para finalizar. Como um ícone do Rock nacional, tens alguma mensagem aos leitores do blog?

Wander: “Primeiro procurem se conhecer melhor, depois vão as ruas e viagem o máximo possível!”

                         max1260268309wander_wildner_juliana_dorneles

Já está mais do que provado que Wander Wildner não é só mais um rostinho bonito é um grande musico, com verdadeiras obras de arte. recomendo toda sua discografia!

Bom pessoal, essa foi uma breve entrevista, pois não quis roubar muito tempo do Wander. Fica aqui meus sinceros agradecimentos ao Wander Wildner, por ter cedido esta entrevista por pura boa vontade, e simpatia. Mostrou ser além de um grande musico, uma pessoa simpática e carismática com seus fãs. Obrigado!

Let’s play PUNKBREGA!