Estou aqui hoje em defesa de uma banda, e meu objetivo principal é desmentir lendas e boatos que a cercam. Para que, você leigo, não crie uma falsa imagem desses marketeiros do rock, o Kiss. Essa banda que vem a mais de 30 anos conquistando o amor do público com seu rock’n roll magnífico, e o ódio dos conservadores e preconceituosos por sua aparência chocante.

Desmistificando alguns conceitos sobre o Kiss:

1. O significado do nome da banda, segundo a própria banda, quer realmente dizer Kiss (traduzido para o português beijo), e não uma sigla K.I.S.S. (Knigths In Satan’s Service), como grupos evangélicos e tradicionalistas afirmam;

2. O “sangue” que Gene Simmons supostamente vomitava NÃO ERA REALMENTE SANGUE. Não! Ele não cortava sua língua nos shows como muita gente pensa. Aqui vai a receita do sangue caseiro do Tio Simmons:
Ingredientes:

- 6 ovos com (casca e tudo);
- 1/2 copo de iogurte de morango;
- 1/3 de copo de queijo tipo cottage (requeijão);
- 4 doses de corante vermelho;
- 1/2 copo de xarope Aunt Jemima (uma espécie de Karo);
- 3 colheres (cheias) de amido de milho.

Modo de fazer:
Numa panela em fogo brando combine os ovos (com casca), iogurte, requeijão, xarope e o amido de milho. Mexa constantemente por 15 minutos. Adicione o corante, mexa e tampe. Cozinhe por 5 minutos ou até a textura atingir a consistência de catarro. A receita rende o bastante para dois shows.

Modo de servir:
Com o baixo nas mãos, cuspindo ou babando em si próprio, também vomitando em cima da platéia com uma língua de 7 polegadas de comprimento.

3. Outro forte boato que é MENTIRA, é de que o Kiss sacrificaria animais em seus shows, essa barbaridade foi divulgada pela imprensa sensacionalista brasileira na primeira vinda do grupo ao Brasil;

4. E o último forte boato a ser desmentido é sobre a língua gigantesca do baixista Gene Simmons. Não! Ele não implantou uma língua de vaca em sua boca. Acreditem, a língua de 7 polegadas é natural.

Essas são algumas das principais lendas sobre a banda Kiss, que ao contrário do que sua aparência diz, tem muitas músicas calmas que falam sobre amor. Sempre tem quem diga que o Kiss é uma das melhores bandas de Rock’n Roll do mundo, mas também quem diga que eles não passam de palhaços de luxo, escondendo-se atrás de maquiagens e fantasias. Uma coisa é fato, sem duvida o Kiss é a banda mais marketeira do mundo. Gene Simmons é um publicitário nato, e graças a ele o Kiss se tornou o que é hoje.

Algumas jogadas de marketing utilizadas pelo Kiss no começo de sua carreira:

1. Passando a imagem de banda famosa – Nos primórdios o Kiss era motivo de risos, piadas e deboches por grande parte do público, mas chamaram atenção de muita gente não só pela estética, mas porque já nesse início pareciam ter grande sucesso (bobagem! eram ainda apenas pés-rapados). Para passarem a imagem de que eram uma banda famosa, contrataram o popular grupo “Brats” para abrir um show e mandaram convites para imprensa em nome do Kiss. Como se já não bastasse, mesmo endividados até o último fio de cabelo, alugaram uma limusine para chegar ao local da apresentação em grande estilo.Toda essa jogada de marketing não foi em vão. Dezenas de jornalistas e produtores de gravadoras compareceram ao show movidos pela curiosidade de ver quem eram aqueles ilustres desconhecidos que haviam contratado os famosos Brats para uma apresentação.

“Lotamos toda a primeira fila com camisetas feitas em casa, que continham o logotipo do Kiss. Então, quando as pessoas entravam no clube e viam vários fãs vestidos com camisetas da banda, pensavam: – Esta banda deve ser importante”. Gene Simmons


O Kiss usou essa tática em álbuns também. No “Hotter Than Hell”, por exemplo, foram colocadas escritas em japonês, para que o público pensasse que a banda era conhecida mundialmente. Para ter uma noção de que tudo isso não passava de ilusão, no álbum “Dressed To Kill”, o terno utilizado pelos membros da banda, era emprestado pelo empresário, isso fica em evidência no Gene Simmons, que veste um terno muito menor do que seu corpo. (1º da direita).

2. Personagens – Desde o princípio os integrantes da banda criaram personagens para si.

Gene Simmons é o Demon, cuspindo “sangue”, fogo e “voando” no palco;

Paul Stanley é Starchild, quebrando sua guitarra após os shows;

Ace Frehley é Space Ace , com sua guitarra esfumaçante e que dispara tiros;

Peter Criss é Catman, com sua bateria “voadora”.

3. Slogan – O Kiss é uma banda com slogan. A partir da turnê “Hotter Than Hell”, uma mensagem acompanha todos os shows. Sempre ao início de cada apresentação, um mestre de cerimônias diz a seguinte frase: “You Wanted the Best and You Got the Best. The Hottest Band in the World, KISS!” (vocês querem o melhor e vocês terão o melhor. A banda mais quente do mundo, KISS!).

4. Produtos – É possível encontrar todo tipo de produto do Kiss, desde preservativos, até caixões. Uma grande jogada de marketing foram os quadrinhos, onde o Kiss fez uma parceria com a Marvel, lançando uma história em quadrinhos em que os membros do Kiss eram super heróis. Nas primeiras 300 cópias da revista, foi misturado sangue dos integrantes do grupo a tinta vermelha da revista, com a desculpa de que o Kiss da o sangue pelos seus fãs.

Tudo isso tornou do Kiss uma banda com adoradores no mundo inteiro. O Kiss Army é um fã clube que acompanha a banda sempre, e ajuda-a na divulgação de produtos e shows. O Kiss inspirou bandas como Pink Floyd, Rolling Stones e U2 a fazerem shows com estruturas gigantescas, um verdadeiro espetáculo de som e luz.

Para encerrar, deixo a resposta do Gene Simmons a um repórter britânico, quando perguntado sobre o que era mais importante para a banda, a música ou todo o circo de marketing. O baixista respondeu: “O público”.

PS: Graças a Huberto Kaiser Filho o blog tem uma nova cara, valeu brother… Ficou lindo.

Let’s play HARD ROCK!